2006-04-18

Viver a vida e a Revolução #3


Palestina
Adalberto Alves
Podem pisar-te como à erva ruim E dizer que essa terra não é tua, Podem matar os teus, sacrificar-te, Pretendendo que o teu reino é o da lua, Podem forças obscuras conjurar-se P'ra roubar o que desde sempre te cabia, Podem queimar-te e arrasar-te Mas não negar a luz do dia. Podem erguer um muro de mentira Para deter os ventos do deserto Mas eles amam-te e são teus Sempre voltarão e hão-de ficar perto. Teus filhos hão-de saber salvar-te, Terra mártir, altiva e beduína, E a meiga pomba da paz e da alegria Pousará, de novo, em ti, Ó Palestina.

1 Comments:

Blogger a.s. said...

boa tarde, mário

um beijinho para si

alice

3:18 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home