2006-05-15

Sessão de solidariedade com Cuba

«Cuba contra o terrorismo»
Cerca de um milhar de pessoas participou, numa iniciativa contra o terrorismo e o bloqueio imposto pelos EUA a Cuba. Lembrou-se ainda o atentado à bomba contra a Embaixada daquele país, em Portugal.
A 22 de Abril de 1976, foi colocada uma bomba na Embaixada de Cuba em Lisboa, destruindo as instalações e matando dois diplomatas cubanos: Adriana Corcho e Efrén Monteagudo.Passam agora 30 anos sobre este acto terrorista que deixou a Av. Fontes Pereira de Melo em estado de sítio. Uma pasta foi colocada à saída do elevador principal. No seu interior havia uma bomba, com mais de seis quilos de TNT. Ao ver fumo algumas pessoas aproximaram-se e quando se perceberam que era uma bomba, tentaram pôr-se a salvo. Às 16h45 acontece a explosão, que destruiu totalmente o piso, com o resto do prédio a sofrer danos consideráveis.Adriana e Efrén, que tentaram que os seus companheiros passassem para locais mais seguros, perderam a vida. Perdiam-se dois diplomatas valiosos, jovens com 33 e 36 anos, plenos de energia.Tinham a força suficiente para movimentar o motor da vida. Eram consagrados à sua profissão e dedicados a fortalecer as relações entre os povos de Cuba e Portugal.Desde o primeiro momento da acção terrorista, uma concentração do povo português, que permaneceu longas horas no lugar, deu mostras de apoio e solidariedade para com o povo cubano. Ouviram-se frases de condenação ao fascismo, à reacção e à CIA.

8 Comments:

Blogger oasis dossonhos said...

Onde foi esta sessão, Mário? não soube de nada, podias ter enviado um mail...
Na fotografia parece-me que conheço o visitante da exposição em primeiro plano... não é o marido da Glória, que teve a tasca mais espectacular que conheci, ali mesmo rente ao elevador da Bica?
Sim, que os "revolucionários" (pus entre aspas porque para se ser revolucionário a sério era preciso abdicar de todos os pequenos luxos burgueses de merdola em que andamos atascados e deixar tudo o que nos agarra à vida:tudo o que nos prende e impede de transcender o quotidiano, era preciso estar disposto a dar a vida e a não ter nada...por um ideal que valesse mais que tudo!!!)mas dizia eu, os revolucionários também comem!
E também têm emoções no dia a dia, sonham e amam...
Os revolucionários sonham com o Futuro, suponho...para conseguirem respirar das frustrações do passado (há quem lhes chame lições e dos desencantos constantes, sobretudo se são muito inquietos, exigentes, perfeccionistas...mas esse é um perigo enorme, porque assim não se vive o presente e o futuro nunca é aquilo que se anseia...É qualquer coisa parecida com cinema...desempenha-se um papel que não se ajusta, está-se sempre desfasado, avançado no tempo, dizem...então é caso para se perguntar e assim, vive-se? ou aguenta-se? Entretanto envelhecemos e deixamos de acreditar, fujimos da nossa própria sombra, somos o quê?)
Desculpa-me a divagação, é uma reflexão para muita gente e não só para nós...
Abraço
LFM

Abraço
LFM

8:52 da tarde  
Blogger Vanda Baltazar said...

e depois disto que havera a acrescentar?

assim somos nós...

Van

12:27 da tarde  
Blogger Carlos José Teixeira said...

a memória... o que tu me vais buscar!

belogue cadastrado lá no meu sítio.

10:55 da manhã  
Blogger Vanda Baltazar said...

Obrigada pelas tuas palavras, fico contente por gostares...!

:) e um bom dia, Mario!

Com muitos olhares diferentes :)

10:23 da manhã  
Blogger Vanda Baltazar said...

humilde??????

pois pois ;)

decerto haverá outro vocabulo ;)

11:47 da manhã  
Blogger Vanda Baltazar said...

so para te desejar bom fds :) com uns grandes chapões!

:)

Van

5:33 da tarde  
Blogger Vanda Baltazar said...

a Barcelona não se pode dar um saltinho...vai com tempo, para desbundas de arte, tanto diurna como nocturna...nas ramblas não se dorme mesmo, andei por lá até às tantas da matina, frenetico dia e noite!

alias, fizemos o percurso a pé desde o casino até às ramblas por volta das 4 da manha, sempre junto ao mar e a praia estava cheia e movimentada!!!

por aqui se pode ver ;)

cuidado com os carteiristas, teem montada uma rede perfeita, com 4 a 5 elementos, desde um velhote a um puto de 12 ou 13 anos....

deu para ver, sentada numa das muitas esplanadas...alias o estar sentada :) é um movimento incrivel, porque esta sempre a acontecer qualquer coisa, desde as tais carteiras roubadas a espectaculos varios de musica teatro, etc etc....

vai e leva tempo o resto vais tu ver com os teus proprios olhos :)

12:27 da manhã  
Blogger Vanda Baltazar said...

bom dia :)

Nós optámos por estacionar o carro (carregadissimo)numa garagem que a policia nos indicou (a verdade é que tambem não encontravamos lugar para o estacionar)e à noite não saíamos de maquina fotografica (foi há dois anos, ainda não tinhamos a digital pequenina)porque a maquina e as lentes só por si, eram uma mochila :)o que iria ser um frete carregar até às tantas da matina, passeando pelas docas lá do sitio, etc etc...
Não me pareceu ser uma cidade perigosa, mas nós somos o tipo de turista que vai de mãos a abanar,
na minha mochila iam apenas os mapas da cidade (obrigatorio), o tabaco e a garrafa de água, dinheiro e identificacoes levava o meu gajo no bolso fundo dos calções... :)

enfim, não nos expusemos ao assalto :)porque enfim, deve ser uma cidade como as outras nesse aspecto..."a ocasião faz o ladrão"

:)

Mas por Gaudí e por toda aquela envolvente é imperdivel, nunca estive numa cidade (nem mesmo Paris) onde tantas pessoas diferentes confluem todas no mesmo sitio à mesma hora :) as ramblas :)ao fim da tarde! :)

Tambem conheco bem Granada, tem sido interessante observa-la ao longo dos anos (a primeira vez que la fui foi ha 18 anos), gosto especialmente do bairro marroquino e sempre o Allambra :) sobranceiro à cidade, incolume ao tempo :)

e tambem curto Tarifa, cais de embarque para Marrocos, escola natural de surf, sempre com vento quente...e aquele cheiro a adivinhar África :)

com toda esta conversa, ja me parece que o domingo vai ser uma seca, ainda faltam dois meses para a nossa viagem à Tunisia ;) ehehehe

desculpa o longo testamento, mas as palavras são como as cerejas ;)

um beijinho e bom domingo :)

11:42 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home